Estamos diante de uma nova era no tratamento de peles envelhecidas e um arsenal de substâncias tidas como inovadoras chega ao mercado. Já ouviu falar dos fatores de crescimento? Pois bem, fatores de crescimento são proteínasproduzidas pelas células humanas que estimulam o crescimento e a reparação dos tecidos. São, também, responsáveis pelo fenômeno conhecido por “comunicação celular”. Através do envelhecimento e por decorrência de algumas doenças, a produção dessa substância é diminuída e, com ela, a fisiologia do tecido.

Enquanto que até pouco tempo atrás sóexistiammedicamentos e ativos cosméticos precursores de fatores de crescimento, hoje já existem na forma isoladae nanoencapsulada – prontos e estabilizados para serem aplicados sobre a pele, representando, assim, uma nova perspectiva para os dermocosméticos de alta eficiência.

O pontapé inicial para o uso dessas substâncias como armas antienvelhecimento foi dado pela empresa norte-americana Révive, dando início a uma nova era no tratamento das peles envelhecidas.Grandes universidades ao redor do mundorealizam pesquisas com os fatores de crescimentoe vários trabalhos têm sido publicados. Este fato só aumenta a credibilidade dessas matérias-primas, já que o mecanismo de ação não se baseia somente nos testes realizados pelo fabricante.

Os fatores de crescimento e seus peptídeos são obtidos por biotecnologia pela técnica de produção de proteínas recombinantes – a mesma técnica adotada na produção de vacinas, antibióticos e enzimas. Para uma melhor absorção pela pele, essas moléculas são nanoencapsuladas. A recombinação de proteínas é muito segura, isto porque são 100% homologadas às proteínas humanas.

Dentre suas funções estão: iniciar o processo de cicatrização (remodelação), substituindo o tecido danificado por um tecido novo; estimular a produção de matriz extracelular (fibras e glicosaminoglicanas, componentes fundamentais da matriz celular) e desta forma promover o preenchimento da epiderme, derme e hipoderme (subcutâneo); promover angiogênese(crescimento de novos vasos sanguíneos) no folículo capilar (mecanismo inovador) e desta forma revitalizar e nutrir o couro cabeludo; aumentar a população de folículos capilares.

*Juseli Teodoro Ferreira é esteticista e micropigmentadora e acupunturista na empresa Clínica Santé MT

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA