BBOKYwPComo todas as capitais europeias, Madri é uma cidade cheia de história e cultura. A capital espanhola reúne um pouco da cultura de todo o país, ostenta em número de obras de artistas extremamente famosos e edifícios de arquitetura espetacular. Como se isso já não fosse o suficiente, ainda é um destino jovem e cosmopolita. Pensando em te ajudar a planejar sua viagem, o Guia da Semana listou 10 lugares imperdíveis para conhecer em Madri. Confira:

Puerta del Sol

A Puerta del Sol é certamente um dos lugares mais famosos da capital espanhola. Lá se encontra o Marco Zero da cidade, a famosa estátua do Urso e o Medronheiro, que representa o brasão de Madri, diversos bares, cafés e prédios de importância histórica. É um ponto de encontro popular entre os madrilenhos, sendo constantemente usada para manifestações públicas, assim como para ocasiões festivas.

Plaza Mayor
Não muito distante da Puerta del Sol se encontra a Plaza Mayor, a principal praça da cidade. Retangular e cercada em todos os lados por belos edifícios de três andares com mais de 237 sacadas com vista para a praça, é uma visita imperdível na capital. Desde o século 17, é um ponto de encontro entre os espanhóis, que vão para lá para relaxar, tomar um drink, um café ou fazer compras. Em seu centro está, desde 1848, uma estátua equestre do rei Filipe III.

BBOKYwXGran Vía
A Gran Vía é a principal e mais famosa das avenidas de Madri. Não visita-la é como ir a Nova York e não conhecer a Fifth Avenue ou ir a São Paulo e não passear pela Avenida Paulista. Cheia de lojas, restaurantes, teatros e edifícios de arquitetura impressionante, é o lugar ideal para um passeio no fim do dia, não só para apreciar algumas das paisagens mais bonitas da cidade, mas também para observar como vivem os madrilhenhos.

Parque del Buen Retiro
O Parque del Buen Retiro é o mais famoso dos parques madrilhenos e, uma vez lá, não é nada difícil entender o porquê. Construído no século 17 para a realeza e seus amigos, o parque foi aberto ao público no fim do século 19 e, desde então, atrai diariamente milhares de turistas e madrilenhos que ali relaxam, leem seus jornais e tomam um café ao ar livre. Ao redor de um enorme lago, se encontram fantásticos jardins, monumentos esplendorosos, uma fonte egípcia, um palácio de cristal, estátuas encantadoras, o Palácio de Velázquez, que recebe exposições temporárias, e muito mais.

Palacio Real
Também conhecido como Palácio do Oriente, o Palácio Real de Madri foi construído no século 18 e é um dos maiores palácios de toda a Europa. O edifício já impressiona por fora, com arquitetura elegante e luxuosos jardins, mas merece também ser explorado por dentro. Em mais de 4 mil quartos e outros tantos corredores, estão espalhados tesouros espanhóis como obras de Velázquez, Goya, Caravaggio e coleções de instrumentos musicais.

BBOKYxnTemplo de Debod
Em plena capital espanhola, você pode encontrar um legítimo templo egípcio construído milhares de anos antes de Cristo. Depois de ser salvo do aumento de águas de um rio, o templo foi enviado pedra por pedra para a Espanha como forma de agradecimento pelos arqueólogos espanhóis que ajudaram a salvar os monumentos. O Templo de Debod é certamente uma visita imperdível.

Puerta de Alcalá
A Puerta de Alcalá é um incrível monumento localizado na Praça da Independência. O portão, que já foi a entrada para Madri, leva este nome pois a estrada que passava por baixo dele levava à cidade de Alcalá de Henares. A estrutura é realmente magnífica e foi feita para sê-lo: em 1764, o rei Carlos III mandou destruir o portão que já existia ali pois ele não era interessante o suficiente, e então mandou construir o que podemos visitar até hoje.

Museo Reina Sofía
O Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofía é um dos mais importantes museus do país e da Europa. Dedicado à arte moderna, por lá você pode encontrar nomes de gênios do século 20, como Pablo Picasso, Salvador Dalí e Juan Miró, apenas para citar alguns nomes. É lá que fica, por exemplo, Guernica, o famoso quadro de 7,77m por 3,49m de Pablo Picasso.

Museo Nacional del Prado
Criado em 1819, o Museo Nacional del Prado é o mais famoso dos museus espanhóis, e há um motivo para tal. A enorme coleção existe principalmente graças aos reis e rainhas dos séculos 16 e 17, que reuniam o maior número possível de obras de seus artistas preferidos simplesmente pelo desejo de tê-las em suas paredes. Graças a esse costume, diz-se que o Prado é um museu de pintores, e não de pinturas, uma vez que parte impressionante de obras de artistas como Velázquez, El Bosco, ou Goya está representada ali.

Mercado San Miguel
Construído há mais de cem anos, o Mercado San Miguel é muito mais do que apenas um edifício fascinante. Hoje, o espaço é referência em gastronomia em toda a Europa, isso porque concentra em um espaço de 2 mil metros quadrados iguarias de todos os cantos da Espanha, permitindo aos madrilhenos e os turistas explorarem sabores de todo o país. É, também, um ótimo lugar para comer umas tapas e experimentar bons vinhos.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA