As águas termais têm fama de aliviar dores reumáticas (Leonardo da Vinci, no século 15, era fã de banhos de imersão nas termas romanas para diminuir os sintomas de sua gota), melhorar condições respiratórias (como asma e até resfriados), controlar a pressão arterial, beneficiar a pele e, claro, relaxar. Que delícia entrar em uma fonte de água naturalmente quentinha e esquecer dos problemas do mundo lá fora!

Sua temperatura vem do centro da Terra ou de atividades vulcânicas, e as características geográficas do Brasil fazem com que algumas regiões do país sejam repletas de fontes termais que atraem gente do mundo inteiro. Tem vontade de visitar uma e se esbaldar nessas águas? Trazemos aqui dez cidades brasileiras em que as águas termais são as atrações principais.

Águas de Lindoia – São Paulo

–

As águas saem do solo a 28°C e são usadas em piscinas do balneário municipal que têm toboáguas, duchas e hidromassagem. Em outros pontos da cidade existem fontes com água mineral para os moradores e visitantes.

Olímpia – São Paulo

–A cidade aproveita suas águas termais em um dos parques aquáticos mais visitados da América Latina, o Thermas dos Laranjais. Lá há mais de 20 piscinas com temperaturas que ficam na casa dos 38°C o ano todo.

Araxá – Minas Gerais

–O complexo termal de Araxá fica em hotéis, mas tem serviços abertos para quem não estiver hospedado neles, com banheiras e piscinas individuais e coletivas. Para quem fica em um dos hotéis são disponibilizados tratamentos à base das águas e de suas lamas.

Poços de Caldas – Minas Gerais

–É lá que fica a primeira terma oficial do Brasil, o Thermas Antonio Carlos, com saunas, duchas, banhos e tratamentos com as águas naturalmente quentes da cidade. Para a população em geral e os turistas que estão em busca dos benefícios das águas termais há o histórico balneário municipal, criado em 1896, com a possibilidade de banhos de imersão na água constantemente a 37°C.

Barra do Garças – Mato Grosso

–Dentro de uma área verde fica o Parque das Águas Quentes, com piscinas termais cujas temperaturas variam entre 30°C e 43°C, um rio e toboáguas. E tudo com o maior conforto: são disponibilizados vestiários para os frequentadores e há estrutura para alimentação da família.

Rio Quente – Goiás

–Mais do que piscinas: Rio Quente tem este nome por abrigar o único rio de águas quentes do mundo. Isso mesmo, é água corrente naturalmente quentinha, com temperaturas entre 26°C e 47°C, dependendo do ponto do rio e da estação do ano.

Mossoró – Rio Grande do Norte

–

Os pontos de águas termais são raros no Nordeste, e Mossoró se destaca por ter um complexo aquático com 12 piscinas interligadas. A água de lá é especialmente rica em cálcio, magnésio e ferro.

Foz do Iguaçu – Paraná

–Nem só de cataratas vive Foz do Iguaçu: a cidade paranaense tem a primeira praia termal do Brasil, localizada no Mabu Thermas Resort. A água chega a 36°C e também é distribuída pelas piscinas do local.

Gravatal – Santa Catarina

–Além das piscinas dos hotéis da cidade, Gravatal tem espaços públicos para que os moradores e os turistas possam usufruir de suas águas termais.

Marcelino Ramos – Rio Grande do Sul

–

Às margens do Rio Uruguai, estas águas termais gaúchas são distribuídas em um parque cercado por lindas paisagens. São montanhas, vales e uma mata nativa lindíssimos, além de um lago com águas em temperaturas convencionais onde são praticados esportes aquáticos.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA