BBsUuEIAs pinturas de artistas renomados como Pablo Picasso, Vincent van Gogh e Leonardo da Vinci sempre impressionam amantes do mundo da arte e, por isso, valem uma fortuna. Veja a seguir as obras de arte mais valiosas:

O raro óleo azul sobre tela do artista americano foi pintado enquanto Rothko estava no auge de sua carreira, em 1957. Os matizes verdejantes da obra de arte simbolizam a natureza experimental do artista. Ele pintou o quadro meses antes de começar a trabalhar na famosa série Seagram Mural. A obra de arte foi vendida em um leilão da Christie’s.

A pintura foi vendida no leilão da Christie’s, em Nova York, EUA, no dia 15 de maio de 2017. Produzida no dia do aniversário do artista, dia 25 de outubro de 1939, a obra retrata uma das amantes de Picasso, Dora Maar – uma fotografa e pintora.

O acrílico sobre tela foi pintado em Modena, Itália, em 1982 – seis anos antes da morte do jovem pintor devido a overdose de drogas. É um auto-retrato do artista como um diabo flamejante em meio a uma explosão de cores. A pintura foi adquirida por um comprador anônimo japonês no leilão da Christie’s.

Essa pintura cubista produzida por Picasso foi vendida no leilão da Sotheby’s, em Londres, Inglaterra, no dia 21 de junho de 2016. A obra de arte, feita em 1909, quebrou o recorde com o maior lance por uma pintura cubista em leilão. Segundo especialistas, “Femme Assise”, retrata Fernande Olivier, uma das amantes de Picasso e modelo. O dono atual comprou a obra em 1973, pelo preço de US$486.000.

A pintura a óleo de 10 metros de altura produzida pelo artista sino-francês quebrou o recorde de venda por US$65 milhões, em Hong Kong, no dia 30 de setembro de 2018, tornando-se assim, a obra de arte mais cara a ser leiloada no país, de acordo com a Sotheby’s. Ela foi encomendada pelo arquiteto I.M. Pei para a cidade de Raffles, em Singapura.

O artista francês pintou uma típica cena da tarde de domingo em Moulin de la Galette, um centro de negócios localizado em Paris, em 1876. A obra de arte foi vendida no leilão de Sotheby’s, em Nova York, em maio de 1990. Com a inflação atual, essa peça custa US$141,5 milhões.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA