O fim de ano praticamente já está aí e, geralmente, as festas natalinas são uma explosão de sabores e diversidade culinária em que cada familiar leva um prato para compor a mesa. Geralmente as bebidas são as mais tradicionais: cervejas, refrigerante, sucos e espumantes. Como tirar melhor proveito dessa variedade festiva?

Foi pensando nisso que a Sonoma, e-commerce de vinhos premium que entrega em até 90 minutos na Grande São Paulo, separou quais tipos de vinhos melhor combinam com cada prato típico natalino. Assim as famílias podem se preparar anteriormente, degustar e aproveitar a noite natalina sem medo. As dicas foram feitas por Alykhan Karim, CEO e Sommelier da Sonoma.

1. Peru
Muitas vezes o peru ocupa o centro da mesa dos brasileiros – assim como no Canadá e EUA. O lambrusco tradicional tinto é uma opção que agrada muitos, principalmente como primeira bebida da noite. A Sonoma recomenda o Chiarelli Lambrusco dell’Emillia Amabile Rosso (R$29,90).

Para servir ao longo do jantar o ideal é pensar em um pinot noir do novo mundo como os da Patagônia – como o Miras jovem Pinot Noir 2018 (R$109,90) – ou do Vale da Sonoma (Califórnia). Ambos vão bem por conta da fruta fresca. Valeria apostar também em um vinho mais terroso e austero do velho mundo, como o Joseph Mellot “Sincerite” Pinot Noir 2018 (R$139,90).

Outras opções que podem ser uma boa pedida é o carignan e sangiovese fresco que não passa por barrica.
2. Bacalhau
Herança de Portugal, o prato de natal mais tradicional do Rio de Janeiro é carnudo e pode ser servido em uma série de estilos – o que permite harmonizar tanto com vinhos brancos quanto tintos mais leve.

Para um Bacalhau mais simples (com sal, limão e bastante azeite), os vinhos brancos portugueses são os que mais combinam. Albariño de galicia, alvarinho de vinho verde – ou um loureiro – como o Quinta do Ameal Loureiro 2015 (Orgânico – R$139,90) – são boas pedidas.

Se pensar em um bacalhau mais robusto, gratinado ou com batatas, azeitonas e legumes assados; um Chardonnay encorpado que passa por barrica será uma boa opção. A Sonoma indica o argentino Kaiken Ultra Chardonnay 2017 (R$119,90) ou o californiano Fox Brook Chardonnay 2018 (R$66,90).

Se preferir vinhos tintos, opte pelos mais leves: cru beaujolais (podem ser muito complexos e interessantes), pinot noir do novo mundo, mendoza, willamette ou do Vale da Sonoma.
3. Leitão assado
Comer leitão em ocasiões especiais é um costume popular desde o Império Romano: O suíno era uma boa alternativa para o inverno, com carne branca para todos os gostos. Com a harmonização certa o prato se destaca ainda mais. Pode-se pensar em um pouilly fuisse, sancerre ou até em um bordeaux blanc de alta qualidade – como o Clos des Lunes “Lune d’Argent” 2017 (Orgânico – R$199,90), a acidez da uva Sauvignon Blanc dará um contraste excelente. Vinhos tintos de corpo médio, taninos finos e acidez marcante, como um chianti clássico, também são uma boa opção – a Sonoma indica o Lamole di Lamole Chianti Classico 2014 (R$159,90).

4. Arroz de natal
Com uma infinidades de modos de preparos, desde o arroz à grega até o tradicional com uvas passas. Tintos de corpo médio entregam um toque de doçura. Malbecs de Mendoza ou do Valle Central – como o Kaiken Terroir Series Malbec 2017 (R$86,90) – e um Primitivo de Puglia (vinho cada vez mais consumido pelos brasileiros) – como o Mandorla Primitivo di Puglia 2018 (R$89,50) – combinam bem.

5. Tabule de quinoa com legumes assados
Para quem quer ter um natal vegetariano ou vegano, o tabule de quinoa com legumes assados é uma ótima opção. A quinoa é uma fonte riquíssima em proteínas, junto com legumes assados (como a batata doce, cebolas, pimentões vermelhos) e uma pitada de zaatar vira um prato delicioso para o centro da mesa. Uma das melhores opções para harmonizar é um pinot grigio mais elaborado, tanto o Chile quanto a Itália oferecem excelentes versões – como o italiano Castelforte Pinot Grigio 2018, disponível na Sonoma por R$59,90. Pode apostar também no berço tradicional da uva e tomar um vinho original da Vêneto, nordeste da Itália – cairia muito bem pela maciez, frescor e acidez média, permitindo que o prato mostre suas nuances sutis.
Sobre a Sonoma
A Sonoma nasceu com o objetivo de ser a principal opção em e-commerce do Brasil para consumidores já iniciados no mundo do vinho. Especialistas da empresa visitam todos os anos vinícolas nos principais países viticultores e contam com parcerias exclusivas com 200 dos melhores vinícolas do mundo, inclusive no Brasil, além de manterem parceria com uma rede de dezenas de importadoras nacionais.

Alguns dos vinhos que estão no portfólio da Sonoma são os franceses dos produtores Domaine Chassagne-Montrachet e Colovray et Terroir da Borgonha, Château Fleur Cardinale e Château Pierre 1er de Saint Émilion, e Domain Frey-Sohler de Alsace; os italianos Barolo Tenuta Cucco e Barolo Viberti, Brunello di Montalcino Collosorbo e Brunello di Montalcino Baricci; além dos espanhóis Ritme Celler Priorato Negre, Lagar de Costa Albariño e os argentinos Aguijón de Abeja e Hector Durigutti pela Família Durigutti.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA