A rotina atarefada de pais e mães faz com que crianças, muitas vezes com poucos meses de vida, já sejam acolhidas em berçário ou creche.
Algumas famílias preferem que a entrada na escola, combine com a retirada das fraldas, época em que a criança também já está formando algumas frases e pode contar o que sente e até relatar algo do que fez na unidade educacional.

Por lei, a criança precisa estar matriculada na escola a partir dos 4 anos. O fato é que mandar ou não os filhos ainda pequenos para a escola é uma das decisões que pode tirar o sono de muitos pais.

Francisco Ferro e Izabeli Gomes, são pais dos pequenos Cláudio Gomes, de 5 anos e Suzana Gomes de 3 anos, que estudam na unidade do CPA 2, servidores públicos, precisaram procurar uma instituição que cuidasse dos seus filhos para poderem trabalhar e ficar despreocupados.

“É muito gratificante ter uma escola como o colégio Adventista para colocar nossos filhos para aprender, não é apenas conteúdo, existe um cuidado, atenção rigorosa, os professores são dedicados com cada aluno, são atentos a cada particularidade”, comenta a mãe de Claudio e Suzana.

Em sala de aula tem uma média de 20 alunos, e  uma professora e uma auxiliar para cuidar deles, apesar da pouca idade, desde os 3 anos (que é aceito pela instituição), as crianças têm disponíveis aulas de inglês e música, a metodologia é ensinar desde pequeno  os princípios, tanto educacional quanto cristão. As salas são adaptadas para a idade, com mesas, cadeiras e banheiros, além disso, existe quadra sintética e área de recreação própria para a faixa etária, com tamanhos conforme a idade. Os papais também podem acompanhar a rotina dos pequenos por meio do circuito interno de segurança, que conta com câmeras instaladas dentro das salas de aula.

A auxiliar administrativa Kelly Max, de 34 anos, é mãe da Alice de 3 anos, a menina já está matriculada em uma unidade educacional: “Era a única opção para eu poder desenvolver as minhas atividades profissionais. Então optei por uma escola que oferecesse atividades educacionais e culturais, e que agregasse conhecimentos para o crescimento da criança como ser humano. Mesmo sendo difícil ficar longe da minha filha, sei que ela está em segurança e adquirindo aprendizado”, relata.

De acordo com o diretor Simei Martins do Colégio Adventista, da região do CPA 2, de Cuiabá, “a educação infantil é a primeira etapa da educação básica e tem como finalidade o desenvolvimento integral da criança de zero a cinco anos de idade, em seus aspectos físico, afetivo, intelectual, linguístico e social, e deve ser feita em parceria com a família e a comunidade”.

A filosofia educacional adventista, além de contemplar os objetivos previstos nas Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil (MEC), propõe objetivos específicos para o desenvolvimento da criança com base em princípios éticos cristãos.

“Desta forma, o trabalho é desenvolvido para cada faixa etária de maneira a explorar o aprendizado de valores, a interação social, a aquisição da linguagem oral e escrita, a construção de conceitos matemáticos e as habilidades artísticas, considerando que a criança é um ser pensante e traz consigo experiências de vida e conhecimentos prévios”,  finaliza o diretor da unidade, Simei Martins.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA