Se você já comeu abacate, batata, frutas vermelhas, quinoa ou soja, ou tomou vinho, suco de laranja ou limonada, é muito provável que esse alimento tenha começado seu caminho em algum país da América Latina. A diversidade nas condições climáticas e florestais resulta em uma enorme variedade de cultivos colhidos em toda a região.

Mas você já se perguntou como as melhores uvas se transformam no vinho que você toma para acompanhar sua refeição?

Com tecnologias de ponta, como IoT, inteligência artificial (IA) ou Blockchain, podemos garantir o equilíbrio ambiental, obter maior presença internacional dos produtos de nossa terra e garantir a origem e a qualidade de nossos ingredientes. E na Argentina, a Ecoclimasol já está trabalhando nisso.

A Ecoclimasol, empresa especializada em soluções de gerenciamento de risco climático para diferentes áreas, desenvolveu a plataforma ClimaVista Wine, que permite aos produtores de vinho otimizar o rendimento e aumentar a qualidade de seus produtos por meio de uma análise extensiva do comportamento da colheita.

Para isso, são coletadas informações de estações meteorológicas e sensores de IoT estrategicamente localizados por meio do sistema de comunicação Sigfox. Tudo é armazenado e processado na nuvem pública da IBM e usa a IA para melhorar as previsões, criar modelos mais precisos do ciclo da uva, cuidar do meio ambiente, e prever riscos e doenças.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA